sustentabilidade global

O que é desenvolvimento sustentável?

O desenvolvimento sustentável é uma maneira de evoluir e progredir como sociedade e economia, utilizando os recursos naturais disponíveis com consciência e responsabilidade, preservando o meio ambiente.

Causas como a mudança climática, a biodiversidade e a preservação das florestas são pautas constantemente presentes. Com isso, debates importantes a respeito do desenvolvimento sustentável ganharam terreno e importância em todo o mundo, então vamos entender como isso surgiu, os objetivos que foram traçados para tornar o mundo um lugar mais sustentável e como você pode fazer sua parte para ajudar!

Existe uma definição oficial para desenvolvimento sustentável?

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o desenvolvimento sustentável é um conjunto de ações capazes de suprir as “necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender às das futuras gerações; é o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro”.

O termo também foi oficializado no Relatório Brundtland, documento que coloca em evidência temas como comportamento humano, crescimento econômico, consumo de energia e assuntos ambientais, publicado em 1987. Mas por que ele foi criado? 

Bom, de lá para cá, muita coisa mudou. Antigamente, o desenvolvimento socioeconômico e o meio ambiente eram tratados como questões separadas. Por isso, muitas atividades focadas no crescimento social prejudicavam o planeta sem grandes preocupações a respeito do “amanhã”. Com o desenvolvimento sustentável, isso mudou e os dois lados passaram a andar em conjunto, prezando mais pela qualidade do que pela quantidade.

As conferências do meio ambiente

Entendendo a necessidade de reunir os países e líderes globais para debater sobre a questão ambiental, foram criadas as conferências sobre o meio ambiente para que pudessem planejar ações e estabelecer metas. Isso instaurou uma visão mais abrangente sobre a consciência ecológica em diversos países e o assunto passou a ser mais discutido pelas pessoas.

As principais conferências que tivemos até hoje foram:

  • Conferência de Estocolmo, em 1972
  • Eco-92, realizada no Rio de Janeiro em 1992
  • Rio + 10, realizada em Johanesburgo (África do Sul) em 2002
  • Rio + 20, realizada no Rio de Janeiro em 2012

As 4 categorias do desenvolvimento sustentável

O conceito é dividido basicamente em quatro categorias:

1) sustentabilidade econômica
2) sociopolítica
3) ambiental
4) cultural

Para que todas as áreas consigam progredir é importante ter planejamento, conhecimento e conscientização dos valores dos recursos naturais na sociedade. A Semana dos Objetivos Globais da ONU é um dos eventos que buscam dar visibilidade e engajar mudanças sobre o cenário. É realizada anualmente e, este ano, acontece em formato virtual, entre os dias 18 e 26 de setembro. Vale a pena dar uma conferida na programação!

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)

O tema ganhou mais repercussão nos anos 2000, quando a ONU lançou 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), compostos por 21 metas. De acordo com a organização, desde quando os ODM foram estabelecidos, a pobreza global diminuiu, mais crianças passaram a frequentar a escola primária e o acesso à água potável se expandiu pelo mundo.  

O plano ficou ativo até 2015. Para sucedê-lo, a ONU investiu em uma nova agenda de sustentabilidade, propondo outros objetivos globais. Lançados em setembro do mesmo ano, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram divididos em 169 metas a serem atingidas até 2030 em 193 países membros da organização.

Conhecidos mundialmente como a Agenda 2030, os 17 ODS equilibram as dimensões do desenvolvimento sustentável. Os objetivos servem como guia para planejar etapas que acabem com a fome, preservem o planeta, promovam prosperidade, qualidade de vida, saúde e bem-estar para todos.

Os 17 objetivos da Agenda 2030

17 objetivos do desenvolvimento sustentável
Redução da desigualdade, eliminação da fome e construção de comunidades sustentáveis são algumas das pautas presente na Agenda 2030

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares;

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e a melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável;

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades;

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, além de promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos;

Objetivo 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e do saneamento para todos;

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível a energia para todos;

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos;

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação;

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles;

Objetivo 11: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;

Objetivo 12: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis;

Objetivo 13: Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos;

Objetivo 14: Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos;

Objetivo 15: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres; gerir de forma sustentável as florestas; combater a desertificação; deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade;

Objetivo 16: Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis;

Objetivo 17: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável. 

Para que todos os objetivos da agenda sustentável sejam concluídos e estimulem ações mais conscientes na sociedade, é necessário uma jornada mundial coletiva envolvendo empresas, universidades, indivíduos e o governo. A Órigo está comprometida e alinhada com três ODS. Você pode saber mais sobre nossos compromissos aqui!

Mas, como nós, a sociedade, podemos agir em prol do desenvolvimento sustentável em nosso cotidiano?

10 exemplos de ações sustentáveis para o dia a dia!

1) Opte pelo uso de energias renováveis

Os combustíveis fósseis como o petróleo e o carvão mineral, por exemplo, são grandes poluentes além de não serem renováveis, ou seja, há um limite de sua quantidade no planeta.

A melhor solução é buscar empresas que te forneçam a mesma energia elétrica que você consome, porém, gerada através de fontes renováveis. Essas são as “energias limpas”. Dentre elas, temos a energia solar (captada pela luz solar) e a energia biogás, que são os casos da Órigo Energia.

Outros exemplos são a energia eólica (gerada através dos ventos), a energia hidrelétrica (obtida por aquelas grandes usinas de água), a energia biomassa (obtida através de matérias orgânicas) e a energia geotérmica (proveniente do calor interior da Terra).

2) Cuidado com o uso exagerado de energia elétrica

Apenas receber energia limpa em sua casa não adiantará se há desperdício dela. Então fique atento com por exemplo:

  • Geladeira aberta por tempo demais
  • Luzes acesas durante o dia
  • Televisão ligada sem ninguém assistindo
  • Ar condicionado ligado durante a noite toda (lembre-se de colocar um timer)

3) Fique atento para não desperdiçar água

Desperdiçar água nunca é bom, principalmente quando estamos passando por uma crise hídrica. Além de ter que pagar mais na conta de água, não é uma atitude sustentável. Portanto, atente-se ao uso da água na sua casa, como por exemplo deixar a torneira aberta enquanto ensaboa a louça ou escova os dentes, ou então um banho muito demorado. Racionalizar a água é fundamental e ecologicamente importante!

4) Incorpore a divisão dos lixos recicláveis em sua casa

Já viu aqueles cestos de lixo reciclável de várias cores diferentes? Pois bem, é possível tê-los em casa! Dessa forma, você consegue separar devidamente os descartes de vidros, metais, plásticos, papéis etc, de uma forma mais sustentável.

Se os diferentes cestos não forem possíveis para você, então ao menos passe a dividir em sacos de lixo o que é reciclável e o que é orgânico! Incentive as pessoas de sua casa praticarem o descarte dessa forma pois o meio ambiente agradece, além de ser uma grande ajuda para os profissionais que irão coletá-lo. Novos hábitos requerem apenas prática e colaboração!

Não se esqueça das pilhas e baterias também! Condomínios e lojas atualmente possuem um pacote especial para o descarte delas, mas você tem sempre a opção de devolvê-las ao comércio do qual comprou, ou até mesmo, dos próprios fabricantes.

5) Procure utilizar e consumir produtos biodegradáveis

Os produtos biodegradáveis possuem decomposição completa e muito mais rápida. Desta forma, são mais benéficos ao meio ambiente e até à saúde, por serem mais naturais e em alguns casos orgânicos.

6) Se possível, utilize meios de transporte não-poluentes

Às vezes não resta opção e devemos utilizar os ônibus e carros. Contudo, quando você identificar que é possível chegar a um destino de metrô ou até mesmo de bicicleta, aproveite essa oportunidade e utilize o transporte alternativo.

E por mais que o ônibus seja um meio de transporte poluente, ele ainda é um meio de transporte coletivo. Imagine se todas as pessoas dentro do ônibus estivessem uma em cada carro diferente, seria muito pior né? Melhor apenas um transporte poluindo por vez do que cinquenta.

7) Quando for ao mercado, leve as sacolas da última compra

A produção em massa de sacolas plásticas e seu descarte desenfreado não ajuda o meio ambiente. Então sempre que for ao supermercado, se não tiver as sacolas de pano, utilize as de plástico mas guarde todas elas e reutilize-as na próxima vez que voltar lá.

8) A reciclagem não é somente com lixos

Sabia que por trás das práticas recicláveis existem mecanismos que podem beneficiar a economia, geração de emprego e até a inovação? O crescimento dos mercados de segunda mão é um exemplo. O reuso de itens também é uma maneira de reciclar e propagar o consumo consciente.

9) Pesquise por empresas que são ativamente sustentáveis

Cada vez mais os consumidores buscam marcas que representam pessoas e possuem propósitos bem estabelecidos. Empresas que investem em sustentabilidade e elaboram estratégias com foco em ESG, se tornam mais atrativas e, consequentemente, oferecem serviços melhores.

10) Incentive seus amigos e familiares e fazerem o mesmo

As pessoas precisam ser educadas e incentivadas a contribuírem com o desenvolvimento sustentável. Pode não parecer, mas uma simples ação como essas que listamos já faz toda a diferença! E faz mais ainda se mais pessoas agirem coletivamente em prol do meio ambiente.

Está claro que essas ações não requerem nenhum esforço descomunal para serem realizadas, basta querer e saber que isso ajudará a salvar o planeta e seus recursos naturais.

Então, como alcançamos o desenvolvimento sustentável?

ilustração sobre desenvolvimento sustentável
Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão em vigor desde 2015

Através do incentivo e planejamento. Para que isso aconteça, é necessário que todos estejam alinhados com as práticas sustentáveis e as coloquem em ação no dia a dia. Não basta um grupo de pessoas ou um grupo de empresas apenas, pois o desenvolvimento sustentável é para o mundo todo.

A sociedade

O primeiro grande passo é a educação ambiental para a sociedade em relação aos recursos naturais e suas limitações. Atrelando isso às consequências que o planeta enfrenta diariamente, como as mudanças climáticas e o desmatamento, por exemplo, é o necessário para que haja uma conscientização sobre a sustentabilidade. Com todo esse conhecimento, as pessoas passarão a ter uma vida mais sustentável.

As empresas

As empresas também precisam adotar medidas que estejam alinhadas com a sustentabilidade e o meio ambiente. Isso não se restringe apenas às grandes corporações, qualquer negócio pode fazer sua parte. Muitas delas focam apenas no seu crescimento desenfreado e acabam se esquecendo que suas ações podem estar prejudicando a natureza.

O alto consumo de matéria prima sem se preocupar com a reposição/reciclagem já virou uma prática que não deveria mais acontecer.O ramo empresarial pode adotar políticas e medidas que incentivem seus funcionários a agirem de maneira mais consciente em relação ao meio ambiente.

As políticas públicas

Por fim, precisamos de leis que incentivem o desenvolvimento sustentável e protejam o meio ambiente. A ONU, por exemplo, já estabelece diversas metas, como vimos anteriormente, mas governos locais podem se empenhar em incorporar isso na legislação. Procure por candidatos que atendam suas necessidades e que possuam projetos que ajudem o meio ambiente.

  • 2018

  • 2021

  • A nova bandeira tarifária: escassez hídrica

  • Agenda 2030

  • alternativa

  • ambiente escolar

  • aquecimento global

  • aquecimento solar

  • aspectos tecnológicos

  • assinatura de energia

Assinando com a Órigo você pode economizar até:

15% de economia mensal de energia limpa e renovável 15% de economia mensal de energia limpa e renovável

de economia mensal com energia limpa e renovável

Assine nossa
newsletter