Quanto a conta de luz ainda deve aumentar em 2022

Ano novo, vida nova e velhos problemas. Ainda no fim de 2021 surgiu a notícia de que a conta de luz deve ficar ainda mais cara neste ano. Entenda abaixo o motivo deste aumento e quanto isso irá refletir no seu bolso.

A causa

Apesar das fortes chuvas que estão assolando o país, de norte a sul, a seca é o principal motivo para o reajuste dessa despesa. O Brasil ainda passa pela maior seca em 90 anos e, por essa razão, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) utilizou usinas térmicas para sanar a demanda da energia elétrica, o que gerou uma cobrança extra nas contas de luz da população, a famosa bandeira tarifária.

Leia também: 5 coisas que você pode fazer para ajudar na crise hídrica

A consequência

Antes de qualquer coisa, é necessário entender que há um déficit de contas. Mesmo com a cobrança de bandeira tarifária, o rombo em relação aos custos de acionamento das usinas térmicas, ao fim de 2021, era de R$ 9,87 bilhões, segundo cálculo da TR Soluções, empresa de tecnologia especializada em tarifas de energia. O mesmo cálculo indica que, em 2022, o déficit irá aumentar para R$ 17,8 bilhões.

Você deve estar se perguntando o motivo desse déficit, certo? A gente te explica: lembra quando falamos da bandeira tarifária? Por conta da pandemia, ela havia sido suspensa pela Aneel ainda em 2020 como forma de aliviar o valor da conta de luz e, consequentemente, o bolso do consumidor. Com isso, no começo de 2021, o déficit já alcançava a casa dos bilhões.

No decorrer do ano passado, os valores das bandeiras amarela, vermelha patamar 1 e vermelha patamar 2 sofreram reajustes, deixando os valores mais altos. A bandeira vermelha patamar 2, por exemplo, teve sua tarifa aumentada em 52%.

Contudo, a posição do setor técnico da Agência Nacional de Energia Elétrica era de que o aumento ainda não era o suficiente. A conta não fechava para cobrir todos os custos de geração.

Você viu? Como organizar as finanças pessoais e entrar em 2022 com mais economia?

Prepare o bolso

Se você chegou até aqui, gostaríamos muito de recompensá-lo com uma boa notícia, mas infelizmente o cenário não é dos mais animadores. Segundo previsão da TR Soluções, as despesas de energia elétrica devem aumentar em 19% nos próximos meses. A depender da região, o aumento pode chegar a mais de 30%.

5 dicas para economia de energia (e de dinheiro)

Pequenas atitudes dentro de casa podem ser uma grande ajuda para aliviar o peso desse acréscimo no seu bolso.

  • Reduzir o tempo do banho para até 5 minutos
  • Apagar as luzes durante o dia
  • Tirar da tomada aparelhos que não estão sendo usados
  • Dê preferência para lâmpadas de LED que consomem até 80% menos energia do que lâmpadas convencionais
  • Evite deixar aparelhos eletrônicos no modo “Stand-By”

Que tal uma dica extra?

Para você que mora em Minas Gerais, mais uma dica muito bacana: Uma outra forma de economizar na conta de luz é ter energia solar por assinatura. Todos os meses você garante até 15% de desconto em sua fatura. Quer saber mais? Conheça o plano da Órigo e seja um Sol Lover.

  • 2018

  • 2021

  • A nova bandeira tarifária: escassez hídrica

  • Agenda 2030

  • alternativa

  • ambiente escolar

  • aquecimento global

  • aquecimento solar

  • aspectos tecnológicos

  • assinatura de energia

Assinando com a Órigo você pode economizar até:

15% de economia mensal de energia limpa e renovável 15% de economia mensal de energia limpa e renovável

de economia mensal com energia limpa e renovável

Assine nossa
newsletter