Aerogeradores de energia eólica com placas fotovoltaicas de captação de energia solar

Energia eólica e solar: Quais estados brasileiros são os maiores produtores?

Já ouvir falar de energia solar e energia eólica? Essas são algumas das opções renováveis que, ano após ano, ganham espaço e reconhecimento no setor elétrico.

No Brasil, a produção de energia solar tem se destacado e o sudeste possui a maior potência instalada no território nacional, enquanto a energia eólica no nordeste, é predominante. Quer saber mais? Listamos os estados que mais produzem esses formatos de energia renovável no país. 

Qual a diferença entre energia eólica e solar?

Antes de falarmos sobre a distribuição destas energias no Brasil é importante saber a diferença entre elas.

Energia Eólica

A energia eólica é produzida com a força do vento movimentando turbinas eólicas, também conhecidas como aerogeradores. A rotatividade das hélices aciona um gerador que converte essas “massas de ar” em energia elétrica e limpa. Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), essa fonte evitou a emissão de 21,2 milhões de toneladas de CO² somente em 2020.

Energia Solar

A energia solar é gerada por placas solares que captam a luz do sol durante o dia e a transformam em energia elétrica por meio do efeito fotovoltaico. As placas podem ser instaladas em grandes áreas rurais, desta forma, são conhecidas como parques solares.

Atualmente, é uma das alternativas que mais tem crescido no mercado. A Órigo faz parte desse movimento com as fazendas solares que oferecem eletricidade através de uma assinatura mensal.

Porque elas são fontes de energia renováveis?

Tanto a energia eólica, quanto a solar, são derivadas de matéria-prima abundante e se diferenciam dos combustíveis fósseis, principalmente, por sua eficiência sem esgotar os recursos do planeta. Assim, o desenvolvimento de energia renovável é vital para combater as mudanças climáticas, diminuir as emissões de gases do efeito estufa e até a sua pegada de carbono.

Além disso, os benefícios da energia renovável não envolvem apenas fatores ambientais, mas também sociais e econômicos, como expandir e diversificar a oferta de energia no país, reduzir combustíveis importados e empregos no setor. Por isso, o crescimento de energia limpa tem sido veloz.

placas fotovoltaicas de captação de energia solar

Os estados brasileiros que mais produzem energia solar

Segundo dados divulgados em dezembro de 2021, pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Minas Gerais lidera a expansão do setor. O complexo Solar Pirapora, localizado no município de Pirapora, é a maior usina solar do estado, composta por 321 MW. Já a Usina Solar São Gonçalo, localizada em São Gonçalo do Gurguéia, Piauí, é a maior do país. Composta por mais de 2 milhões de painéis solares, o parque está em obras de extensão e deve chegar a capacidade total de 864 MW.

Uma das vantagens dos sistemas fotovoltaicos é que independentemente da frequência da radiação, a energia é gerada todos os dias, inclusive, em climas chuvosos e nublados. Desta forma, a produção de energia solar é vista como uma das mais promissoras no Brasil, por ser um país tropical. Veja os estados que aparecem na sequência do estado mineiro:

  1. Minas Gerais (1395,8 MW)
  2. São Paulo (985,2 MW)
  3. Rio Grande Do Sul ( 942,6 MW) 
  4. Mato Grosso (573,4 MW)
  5. Goiás (403,3 MW

As maiores fazendas de energia solar

  1. Usina solar São Gonçalo (475 MW)
  2. Usina solar Pirapora (321 MW)
  3. Usina solar Nova Olinda (292 MW)
  4. Parque solar Ituverava (254 MW)
  5. Complexo solar Lapa (168 MW)

Energia eólica: Estados brasileiros que mais produzem

No setor eólico, o Nordeste é responsável por 94% da energia na região, além disso 80% dos parques eólicos brasileiros estão instalados lá. Um dos pontos que favorece essas condições são os ventos fortes chamados de "safra dos ventos" que acontecem geralmente no segundo semestre de cada ano, entre agosto e setembro.

Segundo o Boletim Anual da (ABEEólica), em 2020,  66 novos parques eólicos foram instalados e outros 14 foram potenciados. Totalizando 686 usinas e 17,75 GW de potência eólica instalada no país - um crescimento de 14,89% comparado com 2019. 

Atualmente, o complexo Lagoa dos Ventos, localizado no município de Lagoa do Barro do Piauí, é o maior parque eólico da América Latina. Ativo desde junho de 2021, o parque é composto por 230 turbinas eólicas com 716 MW de potência instalada. Veja as regiões em destaque:

  1. Bahia (16,22 TWh)
  2. Rio Grande do Norte (15,59 TWh)
  3. Ceará (5,95 TWh)
  4. Piauí (5,91 TWh)
  5. Rio Grande do Sul (5,81 TWh)

As maiores usinas de energia eólica

  1. Complexo Lagoa dos Ventos (450 MW)
  2. Parque Eólico de Osório ( 300 MW)
  3. Complexo Eólico do Alto do Sertão I ( 294,4 MW)
  4. Parque Eólico Giribatu (258 MW)
  5. Complexo Eólico Calango (150 MW)

Energia renovável é tendência

A Matriz Energética é atualmente composta por 20.177 MW (10,7%) de energia eólica e 4.574 MW (2,4%) de energia solar fotovoltaica centralizada. A energia hídrica ainda é a fonte renovável predominante com 109.394 (57, 9%). 

Contudo, esse cenário vem mudando à medida que mais pessoas conhecem os benefícios de optar por outras alternativas e os investimentos em tecnologias sustentáveis crescem. Somente no setor de energia solar, o Brasil conta com mais de 62,2 bilhões em novos investimentos privados e 365 mil novos empregos.

Esse é só o início de um movimento que deve se intensificar ainda mais nos próximos anos e alavancar a transição energética no Brasil. As expectativas são otimistas e a energia solar é uma das que possuem maior potencial. 

Segundo a Agência Internacional de Energia (IEA), a categoria deve chegar a 30% em 2022 no mundo. Alinhada aos baixos custos e desenvolvimento de novos projetos, a solar fotovoltaica deve se tornar o principal mecanismo para o crescimento e popularização das renováveis globalmente.

E você já tinha conhecimento sobre os estados predominantes no setor? Ou ficou surpreso com o ranking? Conta pra gente nas redes sociais!

  • 2018

  • 2021

  • A nova bandeira tarifária: escassez hídrica

  • Agenda 2030

  • alternativa

  • ambiente escolar

  • aquecimento global

  • aquecimento solar

  • aspectos tecnológicos

  • assinatura de energia

Assinando com a Órigo você pode economizar até:

15% de economia mensal de energia limpa e renovável 15% de economia mensal de energia limpa e renovável

de economia mensal com energia limpa e renovável

Assine nossa
newsletter