Mão conectando um fio preto em uma tomada branca.

10 dicas para economizar energia elétrica no verão

O verão pode contribuir para o aumento no consumo de energia elétrica, mas existem alternativas para conseguir reduzir esse consumo, refletindo não só no bolso, como também na redução do seu impacto ambiental individual.

Os impactos da última crise hídrica

Provocada pela pior seca dos últimos 91 anos, a crise hídrica enfrentada em todo o território nacional ainda deixa marcas em 2022. Não só os reservatórios ainda não se recuperaram suficientemente, como foi criada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) uma bandeira tarifária especificamente para se enfrentar esse cenário que vigora até abril de 2022.

O modelo de bandeira tarifária já existe há muito tempo e, até o ano passado, era composto por três bandeiras: a Bandeira Verde, a Bandeira Amarela e a Bandeira Vermelha, dividida em dois patamares. Seu funcionamento é simples: as cores indicam as condições de geração de energia e consequentemente o impacto causado no preço final ao consumidor.

Mas, em plena crise hídrica de 2021, houve a concepção de uma nova bandeira, a Bandeira da Escassez Hídrica e, junto dela, veio também um reajuste no valor final, resultando no custo adicional de R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh). Essa manobra busca conscientizar os consumidores e encorajar a economia de energia por parte de todos.

E, com a chegada do verão, a estação mais quente do ano, o consumo de energia elétrica aumenta devido ao uso constante de aparelhos como ar-condicionado, ventiladores, umidificadores de ar e aparelhos de refrigeração em geral. Mas esse aumento não precisa ser uma sentença.

10 dicas para economizar energia elétrica

1. Economizar energia usando a luz natural

Na época mais ensolarada do ano, aproveitar a luz natural para iluminar ambientes pode reduzir drasticamente o consumo de energia. Abra bem as cortinas e deixe todo o trabalho com o Sol. Assim, evita-se que lâmpadas sejam usadas desnecessariamente durante o dia. 

2. Cuidado com o Standby

Considerado por muitos quase uma lenda urbana, a prática de retirar os aparelhos da tomada quando não utilizados, ao contrário do que muitas pessoas pensam, pode sim te ajudar a diminuir o consumo de energia no fim do mês.  Afinal, a soma dos aparelhos elétricos em standby – ou modo de espera – pode chegar a 12% do consumo de uma residência. Desligar os aparelhos da tomada é um ótimo exemplo de como economizar energia elétrica em pequenos hábitos do cotidiano.

3. Chuveiro

O chuveiro elétrico é um dos eletrodomésticos que mais consome energia nas residências de todo o Brasil. Por isso, no verão, opte por utilizar o chuveiro na opção “desligado”.

Quando um banho em temperatura ambiente não for possível, opte por banhos mais curtos. E sempre é bom lembrar: desligar o registro enquanto estiver se ensaboando traz uma mudança significativa no consumo de energia elétrica e também de água.

4. Geladeira

É natural que, em períodos de maior calor, equipamentos de refrigeração de alimentos consumam mais energia para manter sua temperatura interna. Por isso, evite abrir a geladeira desnecessariamente. A manutenção do eletrodoméstico também é indispensável, problemas com o motor ou a borracha de vedação da porta podem acarretar em um consumo mais alto do que o normal.

5. Máquina de lavar

Outro eletrodoméstico de uso cotidiano que, quando mal utilizado, pode resultar em duplo desperdício: o de energia elétrica e o de água. Para que isso não aconteça, utilize a capacidade máxima da máquina para lavar suas roupas.

6. Energia solar

A energia solar é obtida por meio do contato dos raios solares com as placas fotovoltaicas que convertem os raios em energia elétrica. É uma fonte renovável, limpa e de baixo impacto ambiental, pois provém de um recurso natural abundante, a luz do Sol, e não emite nenhum poluente, ao contrário da energia proveniente de termelétricas, ou seja, que funcionam à base da queima de combustíveis fósseis, como o petróleo e o carvão mineral.

7. Troque suas lâmpadas

O consumo médio das lâmpadas fluorescentes é cerca de 85% maior que as de LED e sua vida útil também é menor. Portanto, evite o uso das lâmpadas tipo incandescente e procure dar preferência para as LED.

Além disso, as lâmpadas LED não agridem o meio ambiente, pois não utilizam mercúrio ou quaisquer outros elementos que prejudiquem a natureza no processo de fabricação.

8. Atente-se ao uso do ar-condicionado

No verão, o uso do ar-condicionado aumenta consideravelmente, e ele pode se tornar um grande vilão da sua conta de luz. Procure sempre higienizar os filtros e fazer a manutenção do aparelho em dia. Quando o utilizar, feche as janelas e as portas, evitando assim muita troca de calor entre o local refrigerado e o exterior e, por fim, ao atingir a temperatura desejada, desligue o aparelho. 

9. Aproveite os temporizadores e sensores

A tecnologia pode ser sua aliada na hora de economizar, instale sensores e temporizadores de luz, que auxiliam no controle do acender e apagar as luzes quando necessário. Lembre-se de que muitos eletrodomésticos já possuem de fábrica a opção de temporizadores, como TVs, computadores, ar-condicionados, ventiladores de teto e outros. 

10. Ferro elétrico

Atente-se ao uso do ferro elétrico. Procure acumular uma boa quantidade de roupa para reduzir o seu consumo e sempre utilize a graduação mais adequada para o vestuário. Lembre-se sempre de retirar o aparelho da tomada ao terminar de usá-lo.

Você viu? Dicas para consumo consciente de energia

Qual é a importância do consumo consciente de energia elétrica?

O consumo consciente de energia, não só reflete em uma maior economia no final do mês, mas também ajuda o planeta. No Brasil, grande parte da energia é proveniente de hidrelétricas, que geram eletricidade através da força da correnteza das águas. 

Como a crise hídrica afeta o volume dos reservatórios, usinas termelétricas são acionadas para suprir essa demanda. Não podemos esquecer que, para gerar eletricidade, as termelétricas utilizam o processo de queima de combustíveis fósseis poluentes, como o carvão mineral e o petróleo, o que gera mais poluição e aumenta a emissão de gases que contribuem para o aumento das mudanças climáticas no mundo todo.

A chave para a diminuição de poluentes, então, está no consumo de cada um de nós. Adotar práticas de consumo consciente e uma vida mais sustentável garante que os recursos naturais do planeta tenham mais longevidade. 

Justamente nesse cenário não muito favorável, é que temos a oportunidade de rever nossos hábitos de consumo, tornando-nos mais conscientes. Pensando nisso, separamos algumas práticas que, quando adotadas, vão te ajudar nessa tarefa.

Gostou das nossas dicas de como economizar energia no verão? Confira mais dicas para adotar um consumo consciente de energia e mudar os seus hábitos o ano todo!

  • 2018

  • 2021

  • A nova bandeira tarifária: escassez hídrica

  • Agenda 2030

  • alternativa

  • ambiente escolar

  • aquecimento global

  • aquecimento solar

  • aspectos tecnológicos

  • assinatura de energia

Assinando com a Órigo você pode economizar até:

15% de economia mensal de energia limpa e renovável 15% de economia mensal de energia limpa e renovável

de economia mensal com energia limpa e renovável

Assine nossa
newsletter